Crescimento do mercado imobiliário em Goiânia em 2022

O mercado imobiliário goiano tem apresentado crescimento bastante positivo desde o final de 2021 e primeiro semestre de 2022. Nos primeiros meses de 2022 os imóveis tiveram valorização positiva, com…

O mercado imobiliário goiano tem apresentado crescimento bastante positivo desde o final de 2021 e primeiro semestre de 2022. Nos primeiros meses de 2022 os imóveis tiveram valorização positiva, com aumento em torno de 8% em Goiânia até abril, segundo a FipeZap. A capital de Goiás tem se demonstrado cada vez mais otimista para investimentos imobiliários nos últimos anos, com aumento de lançamentos no cenário e valorização do metro quadrado. Segundo pesquisas divulgadas pela Ademi-GO, realizadas pela Brain Inteligência Estratégica, o ano de 2022 começou aquecido, com mais de 1000 unidades vendidas apenas em janeiro.

O setor de imóveis, apesar dos desafios, tem se mantido positivo mesmo com a pandemia. Ao contrário do que se esperava, a procura tem sido crescente, seja para moradia ou investimento. Esse aumento deve se manter também no segundo semestre do ano. Além disso, segundo a Imobles, o setor Marista está no topo pela procura dos clientes. A região conta com valor médio do m² entre R$ 7 mil, seguido pelos setores Parque Amazônia, Serrinha e Bueno. Ainda segundo a pesquisa da Imobles, somente no Setor Marista foram cerca de 50 lançamentos durante o ano de 2021. Além disso, o estoque reduziu no segundo semestre de 2020, o que gerou ainda mais lançamentos no começo de 2021.

Desafios e oportunidades para 2022

Entre os desafios encontrados pelo mercado imobiliário nos últimos anos está, principalmente, a alta nos valores de materiais de construção. O crescimento dos preços impacta diretamente no custo dos imóveis, no entanto, também pode se tornar uma oportunidade de valorização. Além disso, esse valor se deve ao aumento das construções em todo país, no entanto, para 2022 a previsão é que os preços se estabilizem e reduzam minimamente. Outros fatores como a guerra entre a Rússia e a Ucrânia, o aumento no valor do combustível e o cenário político influenciam os custos da construção civil.

A pandemia também impactou a venda de imóveis em todo país, mas em Goiás continuou em crescimento. Goiânia tem sido considerada por especialistas como a capital com maior potencial de investimento nacionalmente. Há alguns anos a capital do Estado tinha o menor valor do m² do Brasil, mas essa realidade tem se transformado e o progresso segue gradativo. Entre 2021 e começo de 2022 o Brasil também passou por uma queda em relação aos juros e taxas de financiamento, dessa forma, facilitando o financiamento e aumentando ainda mais a procura por imóveis.

Crescimento do mercado imobiliário e lançamentos EBM

Apesar de todos os desafios do cenário brasileiro em relação a taxas, juros e pandemia mundial, o setor imobiliário tem tido bastante crescimento. Assim, a EBM segue acompanhando o desenvolvimento do mercado, principalmente em Goiás e São Paulo. Desde 2021 a EBM tem lançado empreendimentos que unem valor bastante competitivo no mercado com qualidade na entrega dos imóveis que constroem.  

Neste período foram lançados mais de oito empreendimentos pela construtora, com sucesso de vendas em tempo recorde, alguns com vendas de 100% das unidades em menos de 24 horas de abertura. O sucesso se deve, entre outros fatores, aos projetos e diferenciais modernos de cada empreendimento lançado, à solidez da empresa em 40 anos de experiência e a baixa de juros de financiamento e mercado aquecido. Em 2021 a EBM alcançou cerca de R$470 milhões em VGV, iniciando o ano de 2022 atingindo 70% de vendas maior que o mesmo período do ano anterior. O segundo semestre de 2022 deve continuar sendo um sucesso de lançamentos na incorporada, com previsão tão positiva quanto a realidade colhida em 2021.

Gostou da leitura? Conheça o portfolio de empreendimentos da EBM.

Fechar

Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp.

WhatsApp Voltar ao topo